Masthead header

Baby First Year | O primeiro aninho

Quando estamos grávidas, provamos do verdadeiro poder do tempo: há aqueles meses que custam a passar, a barriga demora a aparecer, mas, de repente, quando você menos espera, os dias estão voando e você se vê atarefada e já pensando no quanto a chegada do seu bebê está próxima – e, ao mesmo tempo, o quanto parece que o dia em que você verá a carinha dele jamais chega! Loucura, né? Enfim, são dias longos que se misturam a semanas rápidas, e uma sensação de ansiedade e saudade que só as mães entendem.

primeiro aninho - fotografia de familia

Fotografia de família, gestantes e crianças.

O que ninguém nos avisa é que essa nostalgia só fica mais forte depois que o bebê nasce: se anteriormente você estava ansiosa para tê-lo em seu colo, agora você morre de saudades da barriga e se assusta com a velocidade com que o tempo está passando. Aquelas roupinhas que ficaram meses guardadas passam a não caber no seu filhote de um dia para o outro e você, mamãe, vê o seu recém-nascido virar um bebezão e… sofre!

Sabe por que? Pois muita gente te avisou que “passava rápido”, mas você não imaginava que isso era tão real. Mais do que aquela sensação de “o tempo voa”, você percebe a necessidade de se despedir de cada fase do seu filho sem aviso prévio. Não existe um alarme que soa te avisando que o bebê dependente, que há “dias” atrás estava aconchegado em sua barriga, agora quer ganhar o mundo, engatinhando, por exemplo. 

fotógrafa especializada em família, gestante, crianças, aniversários e batizados.

primeiro aninho - fotografia de familia 4

Em questão de dias o bebê adentra em novas fases, deixando para trás as manias que lhe acompanharam durante o curto período da sua existência. Quando você, mãe, se apaixona e se acostuma com o jeitinho da sua cria, eles vão lá e se reinventam! Qual mãe não se alegra de ver o filho (a) se desenvolver? Mas qual mãe já não entrou em crise por achar que curtiu pouco determinada fase do filho?

É por isso que, de mãe para mãe, posso te dizer: há momentos em que você desejará congelar o tempo! Há momentos em que você se arrependerá de não ter curtido mais, e sequer lembrará do quanto estava sem forças para isso! Você morrerá de saudades da amamentação, do momento em que ele deu os primeiros passos, da primeira gargalhada e até mesmo do cansaço que essa fase traz.

Um conselho que te dou é: não hesite em registrar absolutamente tudo do primeiro ano de vida do seu filho. Aos dois anos, ele (a) será uma pessoa completamente diferente… Igualmente amado e único, mas diferente em tantos fatores! Ele (a) Poderá não parecer tanto com você quanto parece agora, ou não ter a mesma risada ou reação diante de uma brincadeira.

fotógrafa especializada em família, gestante, crianças, aniversários e batizados.

fotógrafa especializada em gestante, famílias, crianças, aniversários e batizados.

Toda fase é especial, mas o primeiro aninho de vida de uma criança tende a ser esquecido muito mais facilmente do que os outros, afinal, todas as lembranças desse início vão sendo substituídas por novas, que são construídas dia após dia. Mas nada se compara a ter esse período de tanta descoberta guardado eternamente! 

Toda a intensidade da mudança que o primeiro ano de vida do seu filhote traz doerá mais em você do que nele (a), que está feliz da vida por estar descobrindo o mundo! Por isso, previna-se de mais essa crise materna e faça o acompanhamento dessa fase deliciosa. O segundo lugar mais importante em que você pode guardar isso é na sua casa, em um álbum. O primeiro é no seu coração! <3

Você tem lembranças do seu primeiro ano de vida registrados? O quanto isso tem valor na sua história?

Beijos Silvia Martins

 

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

*

*